abla-impacto-social-2(1)

O aquarismo ainda é essencial para a economia do país. Segundo dados do Sebrae, há no Brasil, cerca de 5 mil lojas de aquariofilia com potencial para 25 mil empregos diretos e 75 mil indiretos, sendo considerados desde os pescadores até os importadores, exportadores e distribuidores.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria PET – Abinpet, em 2015 o setor PET faturou, no Brasil, R$ 18 bilhões, um crescimento de 7,6% em relação a 2014. Ano passado, o país exportou US$ FOB 351,4 milhões. O Brasil é o quarto país no ranking de população de animais de estimação no mundo, com 132,4 milhões de pets, sendo que já participou como 2º lugar em 2014.

 

Existem estimativas que mais de 10 mil pescadores profissionais vivam da atividade de pesca de organismos aquáticos com fins de ornamentação e de aquariofilia no Brasil, principalmente na região Amazônica, demonstrando a importância da atividade para a população ribeirinha.

AÇÃO CONJUNTA:

Buscamos junto às autoridades e órgãos competentes, medidas eficazes que viabilizem a nossa atividade econômica, bem como nos disponibilizamos a colaborar para que juntos cheguemos a um consenso no que diz respeito à preservação do meio ambiente e da nossa biodiversidade.

Acreditamos que este seja apenas o primeiro passo de uma longa caminhada que temos pela frente a fim de consolidarmos todos os nossos objetivos e sabemos que somente unindo forças é que conseguiremos chegar lá.

BRASIL BELEZA E BIODIVERSIDADE:

O Brasil, considerado um dos celeiros mundiais de peixes ornamentais do mundo, merece um setor forte de aquariofilia, que faça jus a toda a biodiversidade e beleza disponível em sua natureza.

Por isso, contamos desde já com seu apoio nessa luta!